Memorial do Judiciário faz encenação para alertar sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Esta edição do projeto Formando Gerações abordou o tema do abuso sexual, por meio de teatro de fantoches…
(Fotos Eduardo Nichele)

Os alunos das turmas de 8º e 9º anos do Colégio Estadual Olga Benário Prestes, de Alvorada, tiveram uma aula diferente na manhã desta segunda-feira (14/8/2017). Eles assistiram a um teatro de bonecos e depois participaram da encenação de um Júri, onde eles mesmos foram Juiz, Promotor, Advogado, réu e jurados. Mas, o crime que eles tiveram que julgar não é levado ao Tribunal do Júri. “Fizemos uma adaptação para a atividade ser mais lúdica e com maior interação dos jovens, esclareceram as servidoras do Memorial do Judiciário, Sabrina Lindemann e Carine Trindade.

Esta foi uma edição extraordinária do projeto Formando Gerações com a participação da Coordenadoria da Infância e Juventude. A ação faz parte da campanha do Poder Judiciário “Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – O problema é nosso! Denuncie!”. De acordo com estudos e pesquisas sobre o assunto, em 90% das ocorrências, o autor é alguém com quem a vítima convive, o que, muitas vezes, impede que o crime venha a ser denunciado.

…simulações de júri…

Por isso, o espetáculo de bonecos Eu digo Não! , criado pela servidora Sabrina Lindemann, que contou com a atuação de estagiários do Memorial, abordou o drama de uma menina que foi abusada por um vizinho, pai de uma amiga que ia com ela para a escola. “Geralmente, falamos para os professores, pais, conselheiros tutelares, mas precisamos despertar nos jovens o interesse sobre este tema. Eles têm que ter esclarecimento sobre os níveis em que este abuso pode ocorrer”, afirmou a Assistente Social da Coordenadoria da Infância e Juventude, Marleci Hoffmeister.

…e de uma audiência de Depoimento Especial

Na simulação deste julgamento, os jovens puderam conhecer o Depoimento Especial, uma forma de ouvir a vítima em uma sala separada, com a presença de uma facilitadora que ouve as perguntas do Juiz e ajuda no interrogatório da criança ou adolescente.

(material distribuído pela Unidade de Imprensa do Tribunal de Justiça)


EXPEDIENTE
Texto: Patrícia Cavalheiro
Assessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arend
imprensa@tj.rs.gov.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s